A pesquisa em Educação Matemática no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG: um panorama temático das dissertações e teses defendidas

  • Flávia Aparecida Britto Docente do Instituto Mineiro de Educação, UNIBH e do Centro Universitário UNA.
  • Maria Laura Magalhães Gomes Docente da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG

Resumo

O presente trabalho tem por objetivo analisar a pesquisa em Educação Matemática desenvolvida no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG – PPGE-UFMG, a partir de uma breve abordagem do histórico dessa pesquisa no Programa, seguida da análise do panorama temático delineado pelas dissertações e teses defendidas desde a fundação do PPGE-UFMG, em 1971. Tem-se ainda por objetivo verificar possíveis sintonias entre as tendências temáticas da pesquisa em Educação Matemática desenvolvida na UFMG e as verificadas mais amplamente em outras importantes instituições do Brasil no período de 1971 a 2007. Os dados que servem de base para nossa análise foram obtidos, principalmente, a partir de consulta a editais e atas de reuniões do Colegiado do PPGE-UFMG, leitura integral das dissertações e teses em Educação Matemática do PPGE-UFMG defendidas entre 1971 e 2007, leitura dos resumos das dissertações e teses em Educação Matemática do PPGE-UFMG defendidas entre 2007 e 2013 e leitura dos resumos dos estudos de mestrado e doutorado em Educação Matemática defendidos entre 1971 e 2007 em outras três instituições brasileiras: Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP-Rio Claro), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Concluímos que, para além das sintonias observadas entre a produção do PPGE-UFMG e a que se realiza mais amplamente em nosso país, a pesquisa em Educação Matemática da UFMG tem se caracterizado pela sua diversidade, o que se constitui como um fator favorável à vitalidade do campo na instituição.

Referências

BRITTO, F. A. Perspectivas de consolidação da Educação Matemática como campo de pesquisa no Programa de Pós-graduação em Educação da UFMG. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação da UFMG. Belo Horizonte, 2010.

FIORENTINI, D. Rumos da pesquisa brasileira em educação matemática: o caso da produção científica em cursos de pós-graduação, 1994. Tese (Doutorado em Educação) – FE, Unicamp, Campinas (SP), 1994.

FIORENTINI, D.; LORENZATO, S. Investigação em educação matemática: percursos teóricos e metodológicos. Campinas: Autores Associados, 2006. (Coleção Formação de Professores).

FONSECA, M. da C. F. R.; GOMES, M. L. M.; MACHADO, A. C. Apresentação do Dossiê: A pesquisa em Educação Matemática no Brasil. Educação em Revista, Belo Horizonte, n. 36, p.131-136, 2002.

GOMES, M. L. M. . História da Educação Matemática: a propósito da edição temática do BOLEMA. Bolema. Boletim de Educação Matemática. UNESP. Rio Claro, v. 23, p. vii-xxvii, 2010.

KILPATRICK, J. Fincando estacas: Uma tentativa de demarcar a Educação Matemática como campo profissional e científico. Tradução de Rosana G. S. Miskulin, Cármen Lúcia B. Passos, Regina C. Grando e Elisabeth A. Araújo. Zetetiké, Campinas, v.4, n.5, p. 99-120, jan./ jun. 1996.

MELO, M. V. Três décadas de pesquisa em Educação Matemática: Um estudo histórico a partir de teses e dissertações. 2006. 288f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2006.

MIGUEL, A. O projeto de disciplinarização da prática social em Educação Matemática. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPEd, 26, 2003, Poços de Caldas, MG. Anais... Poços de Caldas, MG: Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação, 2003.

Publicado
2022-01-07
Como Citar
Britto, F. A., & Gomes, M. L. M. (2022). A pesquisa em Educação Matemática no Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMG: um panorama temático das dissertações e teses defendidas . Anais Do ENAPHEM - Encontro Nacional De Pesquisa Em História Da Educação Matemática - ISSN 2596-3228, (2), 712-722. Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/ENAPHEM/article/view/15171
Seção
Sessões Coordenadas