A influência do jornalismo na constituição dos fundos sociais de conhecimento: o caso de Monte Alegre - PR

Resumo

Uma vez que o processo de civilização de qualquer sociedade é orientado pelos saberes que circulam em seu interior, este trabalho estudou a influência do jornalismo na constituição dos fundos sociais de conhecimento. Tomando a cidade-empresa de Monte Alegre (atual município de Telêmaco Borba – PR) como paradigma empírico, foi realizada a análise de conteúdo temática das crônicas de Marenfis (pseudônimo de João Marenda), publicadas em 1948 e 1964 no jornal O Tibagi, buscando conhecer aspectos dos saberes socialmente partilhados em seu espaço de circulação e da transformação comportamental local - mobilizada principalmente pelas narrativas que incitavam o medo e a vergonha. Além de elementos sócio e psicogenético específicos da figuração analisada, os resultados do estudo também indicam que as narrativas jornalísticas, ao mobilizar um conjunto de saberes específico, intermediam as experiências possíveis em seu espaço de abrangência – podendo até mesmo alterar o ritmo dos processos de civilização.

Biografia do Autor

Ana Flávia Braun Vieira, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Doutora e Mestre em Ciências Sociais Aplicadas pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Historiadora e Professora Colaboradora do Departamento de Educação da Universidade Estadual de Ponta Grossa. E-mail: ana.braun@yahoo.com.br

Miguel Archanjo de Freitas Junior, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Professor Associado da Universidade Estadual de Ponta Grossa, Setor de Ciências Biológicas e da Saúde, Departamento de Educação Física e Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Ciências Sociais Aplicadas. Doutor em História pela Universidade Federal do Paraná; Mestre em Ciências Sociais Aplicadas e graduado em Educação Física pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. E-mail: mfreitasjr@uepg.br

Referências

ACERVO DA FAMÍLIA MARENDA. Biografia. s/d.

BARBOSA, Marialva. História cultural da imprensa: Brasil, 1900-2000. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo, SP: Edições 70, 2011.

CAMPOS, Raquel Discini de. Imprensa e educação feminina em zona pioneira: o caso do Noroeste Paulista (1920-1940). Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 34, n. 67, 2014.

CÂNDIDO, Antonio. et al. A crônica: o gênero, sua fixação e suas transformações no Brasil. Campinas: Ed. da Unicamp, 1992.

CARVALHO, Dinizar Ribas de. Telêmaco Borba o município: história política da capital do papel e da madeira. Curitiba, 2006.

CORREIA, Telma de Barros. De vila operária a cidade-companhia: as aglomerações criadas por empresas no vocábulo especializado e vernacular. R. B. Estudos urbanos e regionais, n. 4, 2001.

COUTO, Ronaldo Costa. A saga da família Klabin-Lafer. Rio de Janeiro: Chermont Editora, 2017.

CUNHA, Anacília Carneiro da. Homem de Papel: Análise Histórica do Trabalhador das Indústrias Klabin do Paraná de Celulose S/A (1942-1980). Dissertação de mestrado. Curitiba, UFPR, 1982.

ELIAS, Norbert. A sociedade dos indivíduos. Rio de Janeiro: Zahar, 1994a.

ELIAS, Norbert. Envolvimento e alienação. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998b.

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador, volume 1: uma história dos costumes. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2011.

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador, volume 2: formação do Estado e civilização. Rio de Janeiro: Zahar, 1993.

ELIAS, Norbert. Sobre o tempo. Rio de Janeiro: Zahar, 1998a.

ELIAS, Norbert. Sociologia do conhecimento: novas perspectivas. Sociedade e Estado, Brasília, v. 23, n. 3, p. 515-554, set./dez. 2008.

ELIAS, Norbert. Teoría del símbolo. Un ensayo de antropologia cultural. Barcelona: Península, 1994b.

ELIAS, Norbert.; SCOTSON, John L. Os estabelecidos e os outsiders: sociologia das relações de poder a partir de uma pequena comunidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2000.

GOUDSBLOM, Johan. O fogo e os combustíveis na história da humanidade. In: GEBARA, A.; LEÃO, A. B. Norbert Elias & Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2007.

MARENDA, João Geraldo.; MARENDA, Júlio César. Entrevista concedida à Ana Flávia Braun Vieira. 12 dez. 2019.

MOTTA, Luiz Gonzaga. Análise crítica da narrativa. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2013.

MOTTA, Luiz Gonzaga. Por uma antropologia da notícia. Revista Brasileira de Ciências da Comunicação. v. 25, n. 02, 2002.

PASSOS, John dos. O Brasil em Movimento. São Paulo: Saraiva, 2013.

QUINTEIRO, Tania. Processo civilizador, sociedade e indivíduo na teoria sociológica de Norbert Elias. Belo Horizonte: Argvmentvm, 2010.

RIBEIRO, Ana Paula Goulart; FERREIRA, Lucia Maria Alves. Apresentação. In: RIBEIRO, Ana Paula Goulart; FERREIRA, Lucia Maria Alves. (Orgs.). Mídia e memória: a produção de sentidos nos meios de comunicação. Rio de Janeiro: Mauad X, 2007.

SÁ, Alvaro de. Nota do Tradutor. In: ELIAS, Norbert. Envolvimento e alienação. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

SIEBERT, Silvânia. A crônica brasileira tecida pela história, pelo jornalismo e pela literatura. Linguagem em (Dis)curso – LemD, Tubarão, SC, v. 14, n. 3, p. 675-685, set./dez. 2014.

VIEIRA, Ana Flávia Braun. A aceleração do processo civilizador e a possibilidade de redução do recorte temporal de análise. Anais do 17º Simpósio Internacional Processos Civilizadores. Londrina: UEL, 2018.

VIEIRA, Ana Flávia Braun. Análise do discurso fundador de Telêmaco Borba no jornal O Tibagi (1948-1964). Ponta Grossa, PR. Dissertação de mestrado. Universidade Estadual de Ponta Grossa, 2015.

VIEIRA, Ana Flávia Braun. Jornalismo e a duração dos processos civilizadores: análise da adequação comportamental e da formação de uma segunda natureza em Monte Alegre – PR (1942- 1964). Tese (Doutorado em Ciências Sociais Aplicadas) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta Grossa, 2020.

FONTES

Jornal O Tibagi, edições entre 1948 e 1964.

Publicado
2021-06-30