Sexualidade e a Pessoa com Deficiência Intelectual: Proposição do Tema nas Escolas

  • Patrícia Monteiro Lima Chagas Fundação de Apoio à Escola Técnica - FAETEC
  • Edicléa Mascarenhas Fernandes Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Palavras-chave: Educação. Sexualidade. Inclusão. Pessoa com deficiência intelectual.

Resumo

O artigo “Sexualidade e a pessoa com deficiência intelectual: proposição do tema nas escolas” parte de experiências compartilhadasem um Centrode Educação Profissional para pessoas com deficiência intelectual, no Estado do Rio de Janeiro. O estudo teve por objetivo produzir um jogo pedagógico, como tecnologia assistiva, para desenvolver nas escolas o debate sobre o tema sexualidade para jovens e adultos com deficiência intelectual. Os resultados permitem apontar que o jogo como interface de comunicação em práticas inclusivas age a favor do contexto educacional, respondendo de maneira dinâmica a apresentação de um conteúdo descrito no currículo, e atendendo ao paradigma de suporte da American Association on Intellectual and Developmental Disabilities (AAIDD), na defesa da não segregação e acesso aos suportes, no favorecimento à inclusão social e oportunidades da pessoa com deficiência intelectual expor seus desejos e necessidades, com vistas ao pleno desenvolvimento. Para tanto, elegemos a pesquisa-ação, com o intuito de planejar as formas de transformações das ações e das práticas institucionais, criando na escola uma cultura de análise das práticas que são realizadas. A partir de grupos focais foram levantadas as unidades de significado nas falas dos sujeitos e, posteriormente estes discursos foram analisados a luz do estudo teórico. Considera-se fundamental a ampliação dos estudos no campo educacional acerca de adaptações curriculares e propostas pedagógicas que contemplem o público alvo desta pesquisa, considerando o tema sexualidade, a fim de efetivar reflexões educacionais que promovam mudanças significativas no que é ofertado ao aluno jovem e adulto com deficiência intelectual, nas escolas.

Biografia do Autor

Patrícia Monteiro Lima Chagas, Fundação de Apoio à Escola Técnica - FAETEC

Pedagoga com licenciatura plena pela Universidade do Estado do Pará. Psicopedagoga Institucional com ênfase em Educação Especial (UVA-RJ) e Clínica (Faculdades Integradas Maria Tereza/RJ). Especialização em Educação Especial - Deficiência Visual (UNIRIO). Mestre em Diversidade e Inclusão – UFF/RJ. Especialização em Educação de Jovens e Adultos na Diversidade e Inclusão Social – UFF/RJ. Professora atuante na área da Educação Especial da Fundação de Apoio à Escola Técnica /FAETEC - RJ. Qualificada pelo Instituto Benjamin Constant no curso de Professores para atuação na área da deficiência visual. Qualificada em autismo pela Instituto Tereza Serra - Psicopedagogia Especializada/RJ. Locais de atuação docente: 1) FAETEC – Caep Escola Especial Favo de Mel / Rio de Janeiro. Cargo: Professora I – Estatutária. Principal atividade: Coordenadora Pedagógica da Unidade Escolar desenvolvendo proposta curricular de Transição para Vida Adulta, Transição para o Mundo do Trabalho e Autogerenciamento; Integrante do Núcleo de Estudos e Pesquisa da unidade. Integrante do Núcleo de Estudos em Educação Inclusiva NEEI / UERJ – RJ.

Edicléa Mascarenhas Fernandes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Ciências na Área de Saúde da Criança e da Mulher/FIOCRUZ. Mestre em Educação/UERJ. Graduada em Psicologia/UFRJ. Graduada em Pedagogia/UNIGRANRIO. Professora Adjunta da Universidade do Estado do Rio de Janeiro e Professora convidada do Curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão/UFF.

Publicado
2018-08-18