O SUJEITO DO CONHECIMENTO E A QUESTÃO DA CRIATIVIDADE

  • Aracy Mendes de Souza

Resumo

Discute-se a questão da criatividade abordando a práxis do professor formador e do aluno como produto do processo educacional que incorpora a capacidade de criar, ou não, e que na sala de aula está presentificado o social-histórico Reflete-se a possibilidade de brechas de criação, inovação e autonomia numa sociedade onde tudo conspira para a manutenção da alienação. Ressalta a cultura é mais densa e duradoura, e supera a simples informação na formação do sujeito. Apesar da massificação teórica do saber acumulado, continua-se criando sem cair, totalmente, na técnica mecanicista, em descrições de comportamentos e conselhos. Reconhece, a partir de Castoriadis, as criações históricas dos homens como capazes de denunciar e destruir a ideologia racionalista, a ilusão da onipotência e a idéia de desenvolvimento. Desenvolve a partir dos discursos dos acadêmicos entrevistados, as descrições da realidade vivenciada pelos mesmos, e por outro lado, expondo como o sujeito do conhecimento enfrenta no processo de formação a questão da criatividade. A autora considera contribuições de Cornelius Castoriadis e Edgar Morin no que respeita escola, criatividade, conhecimento, educação e formação.

Biografia do Autor

Aracy Mendes de Souza

Docente do Curso de Psicologia DCH/CCHS/UFMS. Mestre em Educação/UFMS.

Publicado
2016-11-17