Princípios Norteadores dos Processos Educativos na Escola Contemporânea: Sob um Olhar de Professores

  • Fabiana Neiva Veloso Brasileiro
  • Francisco Antonio Francileudo Faculdade Católica de Fortaleza
  • Adriana de Alencar Gomes Pinheiro
  • Francisco Welligton de Sousa Barbosa Junior
  • José Clerton de Oliveira Martins

Resumo

O contexto contemporâneo vem acompanhado de transformações ocorridas na sociedade que produziram modos de vida distintos nos sujeitos, nas suas relações e nos processos educacionais. As marcas desta época são o excesso de informação, o apressamento, os aparatos tecnológicos e o rápido desenvolvimento científico. Este estudo tem por objetivo identificar os
princípios que norteiam os processos educativos de professores na escola contemporânea e os significados que atribuem ao ócio. No percurso investigativo, de abordagem qualitativa e caráter exploratório e descritivo, articulam-se enfoque etnográfico e técnica dos grupos focais. Constatou-
se que os professores acreditam que os princípios norteadores da Educação devem ter por base a formação cidadã, a aprendizagem significativa, a afetividade e o conhecimento técnico, subcategorias que podem coexistir na complexidade do processo educativo escolar e atender às demandas pluralistas de Educação na contemporaneidade. Em relação aos significados do ócio,
embora por vezes o tenham associado à ociosidade e ao lazer, compreendem-no como uma experiência subjetiva, importante e necessária. Portanto, tais resultados envolvem conteúdos e carregam significados e entendimentos não excludentes ou estanques, mas complexos, que envolvem o processo educativo.

Biografia do Autor

Fabiana Neiva Veloso Brasileiro

Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UNIFOR, Fortaleza-CE

Adriana de Alencar Gomes Pinheiro

Doutoranda em Psicologia do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UNIFOR

Francisco Welligton de Sousa Barbosa Junior
Psicologo pela Universidade de Fortaleza
José Clerton de Oliveira Martins

Programa de Pós-Graduação em Psicologia da UNIFOR, Fortaleza-CE.

Referências

ANDRÉ, M. E. D. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Liber livros, 2005.

AQUINO, C. A. B.; MARTINS, J. C. O. Ócio, lazer e tempo livre na sociedade que centraliza o tempo de trabalho. In: CUENCA, M. C.; MARTINS, J. C. O. (Org.). Ócio para viver no século XXI. Fortaleza: As Musas, 2008. p. 201-118.

BAUMAN, Z. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Zahar, 2001.

BERIAIN, J. Aceleración y tirania del presente: la metamorfosis en las estructuras temporales de la Modernidad. Barcelona: Anthropos Editorial, 2008.

BORGES, P. Entenda por que o Piauí entrou para a elite do ensino brasileiro. 2010. Retirado de www.ultimosegundo.ig.com.br/

CORTELLA, M. S. A Escola e o conhecimento: fundamentos epistemológicos e políticos. São Paulo: Cortez, 2011.

CUENCA, M. C. Ócio humanista. In: CUENCA, M. C.; MARTINS, J. C. O. (Org.). Ócio para viver no século XXI. Fortaleza: As Musas, 2008. p. 33-55.

DEWEY, J. Vida e educação (10. ed.). São Paulo: Melhoramentos, 1978.

______. Como pensamos (3. ed.). São Paulo: Nacional, 1959.

FOURQUIN, J. C. École et coulture: le point de vue des sociologies britanniques. Bruxelas: de Boeck-Wesmael, 1989.

FRANCILEUDO, F. A. Sobre a experiência de ócio: Significados revelados com base em um estudo hermenêutico-fenomenológico (Tese de doutorado). Fortaleza: UNIFOR, 2013.

GHIRALDELLI JR., P.; CASTRO, S. A nova Filosofia da Educação. Barueri, SP: Manole, 2014.

GOULART, I. B. Psicologia da Educação: fundamentos teóricos. Aplicações à prática pedagógica (7. ed.). Petrópolis: Vozes, 2000.

JAEGER, W. Paidéia: a formação do homem grego. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

LARROSA, J. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Revista Brasileira de Educação, n. 19, p. 20-28, 2002.

LIPOVETSKY, G. Os tempos hipermodernos. São Paulo: Barcarolla, 2004.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARTINS, J. C. Tempo livre, ócio e lazer: sobre palavras, conceitos e experiências. In: MARTINS,

J. C.; BAPTISTA, M. M. (Org.). Ócio nas culturas contemporâneas: teorias e novas perspectivas em investigação. Coimbra: Gracio editor, 2013. p. inicial-final.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. S. (Org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2003. p. 9-30.

MOSÉ, V. A escola e os desafios contemporâneos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2013.

PAVIANI, J. Problemas filosóficos da Educação. Caxias do Sul, RS: Educs, 2010.

PIAGET, J. Psicologia e Pedagogia. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1998.

RHODEN, I. O ócio como experiência subjetiva: contribuições da psicologia do ócio. Revista Mal-Estar e Subjetividade, Fortaleza, dez, 9(4).

RODRIGUES, N. Elogio à Educação. São Paulo: Cortez, 2002.

RUSSELL, B. O elogio ao ócio. Rio de Janeiro: Sextante, 2002.

SALIS, V. D. Ensaiando uma epistemologia sobre os termos ócio e trabalho. In: MARTINS, J. C.;

BAPTISTA, M. M. (Org.). Ócio nas culturas contemporâneas: teorias e novas perspectivas em investigação. Coimbra: Gracio editor, 2013. P. 23-38.

______. Projeto Paideia. São Paulo: 2011.

______. Ócio: da Antiguidade ao século XXI. In: CUENCA, M. C.; MARTINS, J. C. (Org.). Óciopara viver no século XXI. Fortaleza: As Musas, 2008. p. 9-32.

______. Ócio criador, trabalho e saúde. São Paulo: Claridade, 2004.

TARDIF, M. Saberes docente e formação profissional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2011.

TASSONI, E. C. M.; LEITE, S. A. S. Afetividade no processo de ensino-aprendizagem: As contribuições da teoria walloniana. Educação, v. 36, n. 2, p. 262-271, 2013.

VYGOTSKY, L. S. Aprendizagem e desenvolvimento na Idade Escolar. In: VYGOTSKY, L. S.; LURIA, A.; LEONTIEV, A. N. (Org.). Linguagem, desenvolvimento e aprendizagem. São Paulo: Ícone, 2010. p.103-116.

WOGEL, L. S. Ócio do ofício: contribuições da pedagogia do ócio para a formação de professores. 2007. 166 p. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, Mato Grosso, 2007.

Publicado
2016-10-26
Como Citar
Brasileiro, F. N. V., Francileudo, F. A., Pinheiro, A. de A. G., Junior, F. W. de S. B., & Martins, J. C. de O. (2016). Princípios Norteadores dos Processos Educativos na Escola Contemporânea: Sob um Olhar de Professores. InterMeio: Revista Do Programa De Pós-Graduação Em Educação - UFMS, 21(41). Recuperado de https://periodicos.ufms.br/index.php/intm/article/view/2337