O BOM PROFESSOR DE FÍSICA: o que pensam futuros professores?

  • Rafaela Marques Lopes Lopes
  • Andreza Maria de Lima

Resumo

Neste artigo, temos como objetivo analisar o que pensam futuros professores de Física sobre o ser “bom professor” de Física. O Referencial Teórico foi construído com base nos trabalhos de Freire (2002), Tardif (2000, 2002) e Carvalho (2011) sobre os saberes necessários à docência e as especificidades da formação do professor de Física. A metodologia é de natureza qualitativa. O campo empírico foi o IFPE – campus Pesqueira. Participaram cinco licenciandos em Física que tinham cursado mais de oitenta por cento (80%) do curso. Para a coleta dos dados, utilizamos a entrevista semiestruturada. Para análise, usamos a Técnica de Análise de Conteúdo Categorial Temática. Os resultados mostraram que os entrevistados consideraram quatro fatores como essenciais para ser “bom professor” de Física: dominar o conteúdo específico, relacionar o cotidiano dos alunos com o assunto da aula, utilizar experimentos e possuir uma boa didática. São necessários, portanto, múltiplos saberes.

Publicado
2019-12-09